12 de julho de 2011

Prevendo o futuro

Quem prevê futuro é Mãe Diná, mas que atire a primeira pedra quem nunca quis prever, né? O mais engraçado é nos pegar imaginando determinadas coisas...

Por exemplo, há quase 3 semanas, nasceu a Manu, filha de uma amigona minha, amiga de infância. Manu é minha 1ª sobrinha postiça e estou adorando declamar isso aos sete ventos. Mas, com a chegada de Manu, me peguei pensando em filhos. Não que eu os queira agora, porque... Né? Não! Mas me peguei pensando em quantos filhos vou ter e o quanto vai ser bom ter só dois, até porque a Dona Cláudia, se cada um de seus filhos tiver dois filhos, vai ter 8 netos e eu acho que tá de bom tamanho. Mais engraçado do que pensar isso, foi pesar exatamente nesses termos.

Outra coisa engraçada, relativa a essa mesma amiga, foi que ela casou há mais ou menos 3 meses. PIMBA! Lá estava eu, outro dia, pensando em como vai ser meu casamento. Veja bem! Eu não imagino como eu gostaria que fosse, eu penso em como vai ser! E defini pra mim que não quero uma festa de arromba, quero uma festa gostosa. Com família, amigos de verdade e diversão. Até porque, segundo minha própria imaginação metódica, doentiamente organizada e "não-babaca" (ironia), quem alimenta desconhecido ou é voluntário da UNESCO, ou quer se mostrar, ou é otário.

A única coisa que tem me deixado "bolada" de tentar prever é a minha vida pós-volta pro Brasil. Na verdade, acho que vou ficar tentando resolver o que fazer durante uns bons meses, depois de chegar de volta em casa. Essa é a minha previsão mais acertada até agora.

Observem cuidadosamete o nível de loucura contido nesses pensamentos...

Terminadas as férias de verão - que, aqui, duram da segunda semana de agosto ao fim de setembro - pretendo me mudar do dorm. Vou ter a minha casa, as minhas áreas de higiene e a minha cozinha. Tá, não vão ser só minhas porque a outra novidade do processo é que vou dividir o apartamento (também chamado de apErtamento, no Japão) com o meu namorado, mas, prosseguindo... Vai ser o tipo de nvidade bem nova pra mim. Não só no sentido de ter a miha casa, mas no sentido de dividir com alguém que não é só um roommate.

Mas as previsões relacionadas à nova casa tem pouco a ver com o meu relacionamento, na verdade. Desde que enchi o pote desse dormitório, tenho milhares de "amostras" de mini-apartametos japoneses na minha cabeça. É tipo um catálogo de como vai ser a minha casa. Até em como eu vou viver depois que me mudar eu já penso!

Eu tenho medo de mim, às vezes... Mas nem acho tão ruim assim, ser doida desse jeito.

5 comentários:

  1. Não se ache estranha, eu também sou assim. Planejo tudo, penso em tudo milhares de vezes e sob diversos ângulos. O ruim disso, é que as vezes a gente sofre muito por antecipação ou também por ver que as coisas não seguem como imaginamos. Mas como diria o sábio Joseph Climber "a vida é uma caixinha de surpresas", por isso podemos sonhar, imaginar... E por fim pedir a Deus que as coisas ocorram da melhor maneira possivel. Sei que o seu futuro será bom e espero, quando estivermos no Brasil, poder continuar participando da sua vida! E quem sabe, também ser a tia postiças dos seus pimpolhos?! hauhaua

    Obs.: Adorei a parte do "quem alimenta desconhecido ou é da UNESCO ou é otário"! hahahahahah

    ResponderExcluir
  2. KikiCristina Magalhães12 de julho de 2011 13:16

    Querida, sonhar...é "de grátis" ! Portanto, sonhe mesmo e muito.Só não se esqueça de que nem sempre o que sonhamos é sinal de felicidade, realmente. Por isso, é fundamental sonhar e pedir a Deus que este sonho seja mesmo o melhor sonho. Até porque, se o sonho virar pesadelo ( e avida prega peças desse tipo, queiramos ou não...)é com Ele que contamos para nos dar condições de sonhar de novo e melhor. Bjs,lindinha.
    PS: Posso adiantar, sem medo de ser pesadelo, que seu lugarzinho no Instituto Tempo Presente já está arrumadinho, arrumadinho.Isso, não é preciso nem computar no mundo dos sonhos.É pura e simples realidade. Duvida?!

    ResponderExcluir
  3. Sabe o que eu mais admiro em você? É que você é capaz de transformar isso tudo em realidade...

    Vá em frente, seja você mesma, que tudo dá certo.

    Te amo, queria um abraço bem apertado agora.

    ResponderExcluir
  4. Ih, sonhar é coisa boa, "prever" o futuro também!! Sabe aquele ditado que diz "O melhor da festa é esperar por ela"? É a mais pura realidade! Enquanto preparamos e organizamos a "festa", nos divertimos, massageamos nossa imaginação...
    O importante, nisso tudo, é sempre lembrar que: "Não importa o que a vida fez conosco, o que importa é o que a gente faz com o que a vida fez conosco..."
    Sonhe sempre, "preveja" sempre e seja feliz com aquilo que a vida te der. Esse é o caminho!!!! BEIJOS MIL!!

    ResponderExcluir
  5. Eu que o diga o fato de vc planejar tudo com tanta antecendência! Parece até japonesa! MAs, as vezes, viaja tanto no futuro q sofre muuuito por antecipação tb, neh mocinha?
    Ainda nesse rumo, eu fico kind of assustado quando vejo vc falando de FILHOS...CASAMENTO! HIUahuiahu! Me dá um certo arrepio. mas não que eu esteja falando que se fosse com vc seria terrivel, mas q eu naum consigo me imaginar nessas situações tb. Acho q, pelo fato de ser menininha, ajuda vc a divagar mais sobre os assuntos ae referidos, né? Mas, qto à mudança, nossa, como essa menina planeja...e eh fácil de ver os olhinhos brilharem qdo fala da casa dela...ou melhor, da nossa casa! Hauhia!
    Eh laia!
    O Fantástico Mundo de Marina!

    PS.: BTW, adoro suas loucurinhas pq eu tb sou assim...acho q deve ter dado pra perceber! =P

    ResponderExcluir