28 de maio de 2010

A Grande Família

Situações de pressão, novas experiências, experiências marcantes (ou tudo isso junto) unem as pessoas. Não em algo temporário ou que possa se desfazer com facilidade, é o tipo de união que dura até estarmos velhinhos, sentados um na sala do outro, contando nossas aventuras juntos. Hoje é assim que me sinto em relação aos meus amigos aqui no Japão. Nos conhecemos há quase três meses, o que não é nada de tempo perto dos meus 13 anos de amizade com a Mari, meus quase 12 com a minha irmã, meus 5 anos de puro amor com a Mila ou toda a minha vida com a minha família, mas já somos muito unidos. E, em relação aos brasileiros, sendo a única carioca do grupo e uma das últimas a se juntar a eles, me sinto muito bem acolhida e com uma sorte infinita pelas pessoas que conheci.


Hoje, nossa "tchurminha" mais chegada tem 10 pessoas, fora os outros amigos queridos. Somos 7 brasileiros, 1 dominicano, 1 colombiano e 1 japonesa. Mas, como diria Jack "O Estripador", vamos por partes...

Carlos (24)

Carlão é o DEKASEGI do grupo. (rs) O goiano mais lindo que eu conheço. Carinhoso, gentil, companheirão. Dono de muito mais do que um rostinho bonito e um abraço gostoso. Inteligente, bom de papo. Canta muito bem, toca bateria muito bem e violão também. Apesar do tempo sugado pelo trabalho no lab, está sempre com a gente quando pode. Disse que eu dei uns gelos nele quando a gente chegou e eu duvido muito, além de não me lembrar, mas tá beleza... (rs) Chama atenção das japas e das outras estrangeiras fácil, as menininhas babam. Vai ser meu mais novo aluno de Taekwodo, já lutou capoeira e adora Japão, cultura japonesa etc. Gosto tanto desse biólogo! Ganhou meu coração.


Marcos (26)

Marcão é COMPANHEIRO de todas as horas. Querido até a ponta dos fios de cabelo, um doce de pessoa. Inteligente, sincero e, como eu, sempre muito coerente nos comentários sobre as outras pessoas. (rs) Tá sempre disposto a ajudar, sempre por perto pra bater aquele papo ou assistir aquele Sumo maroto na televisão. Sabe tanto japonês, mas tanto japonês, que é o cara de nível mais alto da galera, mas ainda tem a coragem de dizer que não sabe nada. Hoje sinto que Marcão foi a pessoa com quem me dei melhor primeiro e já o considero um dos meus grandes amigos, como ele mesmo diz, um dos "mais maior(es) legal(ais) de todos os tempos".

Marcelo (24)

Marcelão é o DESCOLADO da turma. Queridão, como eu mesmo o chamo, bom de papo, ombro amigo nas horas de semi-desespero (e nas de total desespero) e o cara que levanta o moral da galera. Super inteligente, jornalista da ponta do pé à ponta do cabelo. Antenado com tudo que acontece e, com certeza, um parceiro certo de artigos que virão. Com Marcelation o papo é sempre bom e rende boas risadas. Um completo paulista, que eu, como carioca, aceito... Hihihi! Brinks! Adoro esse menino.

Nicolas (18)

Nico é meu BABY BROTHER. Esse colombiano é a mistura dos meus dois irmãos, sem tirar nem pôr. Tem o gosto pra música do Júlio e o bom humor e a hiperatividade do João. Conversamos tanto, brincamos tanto, fazemos tanta bagunça! (rs) Somos as crianças do grupo quando estamos juntos e eu sou uma irmã mais velha preocupada e bem きびし (rigorosa) quando necessário. Hehehe! Baby brother é amigo pra papear, ouvir música, cantar, cantar quando o povo tá estudado (rs), cantar no meio da rua, cantar sempre... Fazer piadinhas, ensinar português, aprender espanhol. Adoro nossas conversas em português, espanhol, inglês e japonês ao mesmo tempo! Arranjei mais um irmão.



Rodney (22)

Rod é o PARTY BOY do grupo. Ô dominicano pra não parar no fim de semana, viu? Esse gosta de uma festa. Pra mim o Rod tem um pezinho lá no Brasil, sabe? (rs) Amigo de antes de vir pro Japão, praticante de Taekwondo, divertido, inteligente e extremamente gentil com as mulheres. Parceiro de nights (fato), conhecedor do Japão e de japonês, disponível para ajudar sempre que necessário. Boa gente até dizer chega! Mr. President é muito querido.

Letícia (18)

Lê é a MASCOTE do grupo, da qual tomamos conta direitinho. Amigona, gentil, bonitinha, cheia dos jeitinhos curitibanos fofos de falar. Muito madura pra idade, mas ingênua pras piadas cruéis que fazemos de vez em quando. (rs) Engraçada, alegre, inteligente e parcerona de passeios por aí, festas, jantares e papos. Muito querida! Vou sentir uma falta enorme quando for pra Tokyo estudar arquitetura (como minha mamãe estudou! ^.^).



Lis (25)

Lis é a BAA-CHAN do grupo. Simpática, gentil, mas não tão expansiva quanto os outros. Dorme cedo, se mata de desespero por causa dos estudos e cozinha estupidamente bem. Paraense de Belém, tem aquele sotaque que mistura o jeito carioca com o marahense, que é uma delícia. Trouxe bombom de cupuaçú pra dar de presente pros japas e eu acabei ganhando um, porque tive que declarar minha paixão por Cupuaçú pra ela. (rs) Colega de turma de japonês e de pânico com as aulas e os trabalhos.

Daise (?)

Daise é a PASSISTA da tchurma (depois de Kobe, não tinha como não ser). Formada em Química pela UFRO, onde minha madrinha deu aula de Geo, essa moça é a mais doidinha do grupo. É alegria onde chega, com certeza! Sempre alegre, dançando, feliz. Boa de papos, longos papos. Boa de fofocas de menina! Fofocamos sempre! Atarefada até demais com o laboratório, mas uma boa companhia nas horas de descanso. Amiga querida!

Miura-san (28)

É a única JAPONESA do grupo até agora. Já chegou no primeiro dia, com Marcelation, e não saiu mais da tchurma. Gentil, simpática e super interessada no Brasil. Está aprendendo português sozinha e virou uma amigona de todos. Entrou pro grupinho das meninas e somos um time forte pra peitar esses rapazes aí de cima! (rs) Chuta forte a bola de futebol, apesar da falta de jeito (que eu também tenho, por sinal). Cozinheira de mão cheia e amigona de todos. Já nos conquistou.



Sou muito grata por ter encontrado essas pessoas queridas do outro lado do mundo. Hoje não sei como aguentaria se não tivesse nenhum deles aqui. Com certeza seria mais difícil, mais triste... Mais vazio. Meus amigos "japoneses" são minha grande família do outro lado do mundo e acredito que serão parte do meu grupo por muito mais tempo.

Além da nossa "família", são tantos os amigos. Mas isso fica pro próximo post...

5 comentários:

  1. Graande família!
    Faço das palavras da Nina as minhas em relação a essa galera: é o meu suporte nessa terra distante, fria e chocante, hehe!
    Eu penso nisso direto: sem eles aqui o Japão teria um gosto mais amargo do que já tem.
    Grande bjo Nina...muito bonito o tópico e muito legais as descrições de cada um!

    ResponderExcluir
  2. Como mãe, agradeço de coração a cada um que está ajudando minha "Maína"( como falava qdo era pequenininha...)a suportar com mais facilidade essa adaptação que, tenho certeza, é bastante difícil.
    Nosso coração, aqui no Brasil, fica muito apertado de saudades, mas tudo fica mais ameno quando sabemos da existência de pessoas tão especiais como Carlos, Marcos, Marcelo, Nicolas, Rodney, Letícia, Lis, Daise e Miura-san!
    A todos um grande beijo!!!

    ResponderExcluir
  3. Maria Cláudia ( Marina's mother )29 de maio de 2010 16:41

    As a mother, I thank from my heart to everyone who is helping my "Maína" (like it when she spoke was a little girl ...) to bear more easily adapt to this, I'm sure it is quite difficult.
    Our hearts here in Brazil, are too tight to miss her, but everything is more pleasant when we know the existence of such special people like Carlos, Marcos, Marcelo Nicolas, Rodney, Leticia, Lis, Daise and Miura-san!
    To everyone a big kiss!

    ResponderExcluir
  4. Poxa, já somos uma grande família! Super hiper maior legal!!!
    Obrigado a cada um que faz parte desse grupo! Sou realmente muito sortudo por tê-los junto comigo!

    Obrigado Maína, vc é um doce de pessoa! Mãezona total! =D

    ResponderExcluir
  5. Marina!Lembro quando te conheci lá no ônibus indo para o nosso ultimo voo antes de chegar no Japao. Estavamos todos na maior expectativa do que nos esperava..
    Mas mesmo a gente passando por toda essa mudança, eu sempre te vejo sorrindo, disposta a ajudar a todos com seu jeitinho carioso!
    Como voce disse mesmo,ja somos uma familia!Cada um com seu jeito de nos fazer mais unido, mais insistente nos nossos desafios e amenizar um pouco a saudade do nosso país!
    Muito obrigada por tudo!E que nossos momentos com essa nova familia, muito doida, sejam inesqueciveis!
    Obrigada mesmo querida!Amei seu post!

    ResponderExcluir